• +55 (93) 99129 4074

PASSEIOS


Em Alter do Chão você desfruta de diversos passeios e atividades o ano todo. Separamos para você os principais, por época do ano. Escolha abaixo a época que pretende conhecer essas maravilhas e se encante com os passeios e atividades que só Alter do Chão irá lhe proporcionar.

Você escolheu a estação: Inverno

Floresta Nacional do Tapajós (FLONA) – Uma experiência na mata

A FLONA é uma das unidades de conservação ambiental mais visitadas da Amazônia e recebe muitos turistas, pesquisadores e estudantes.

Na FLONA existem 31 comunidades, onde vivem um total de nove mil habitantes. Entre as atividades desenvolvidas, estão o manejo e a produção de óleos vegetais, móveis artesanais e sistemas agroflorestais. Também se destacam a extração do látex e, claro, o ecoturismo.

A maior atração para os turistas é uma caminhada no meio da floresta primária com o destino principal de uma grande Samaúma, uma árvore gigante de mais de 300 anos de idade. E, em seguida, banhar em um lindo igarapé, uma nascente do rio.

Ao longo do caminho, você poderá conhecer várias plantas medicinais, além de entrar em contato com saberes ancestrais indígenas. Não há nada mais interessante do que ouvir as histórias dos guias locais!


O Canal do Jari e o jardim das Vitória-Régias

O Canal do Jari é um braço estreito do Rio Amazonas.
Um lugar com uma biodiversidade incrível onde você pode chegar somente por embarcação! Ao longo do caminho, na beira do rio e durante uma curta trilha na mata é possível observar diversos animais como bichos preguiça, pássaros lindos, iguanas até jacarés e botos! Por uma pequena contribuição você pode visitar a casa da Dona Dulce, uma casa de palafita, e seu jardim de Vitória Régia.
Na casa da Dona Dulce você tem a oportunidade de degustar vários pratos especiais que ela elaborou com muita dedicação ao longo dos anos. Biscoitos, antepasto, geleia até brownies e outras comidinhas feitas a base de Vitória Régia!
O passeio demora o dia interio e é imperdível para viajantes observadores e apaixonados por natureza e a cultura local.


O Rio Arapiuns e suas comunidades ribeirinhas

O Rio Arapiuns é um afluente do Rio Tapajós e famoso por suas águas cristalinas e praias brancas de areia fina.
Mesmo que há poucas praias na época de inverno, vale muito a pena conhecer a região e suas comunidades ribeirinhas.
A comunidade Coroca, por exemplo, além de ter uma boa estrutura para receber os turistas, encanta com sua criação de quelônios. As “tartarugas da Amazônia”, (uma espécie de tartaruga grande de água doce) podem ser visitadas através de uma balsa, de onde os visitantes podem assisti-las se alimentando.
Além disso têm várias colmeias com abelhas Jandaíra, uma espécie de abelha sem ferrão cujo mel delicioso é vendido no local.
Um dos principais produtos artesanais das comunidades é o conhecido “Trançado do Arapiuns”, reconhecido no Brasil e no exterior pela qualidade das peças que são produzidas a partir das palhas do tucumãzeiro. São feitos vários produtos, como: cestas, porta-joias, balaios, porta-copos, bandejas, vasos, dentre outras. Uma visita na loja de artesanato é imperdível!

 


A Floresta Encantada

Cerca de 3km de distância de Alter do Chão, em Caranazal, fica a maravilhosa Floresta Encantada.
Um lugar fantástico que fica seis meses do ano seco, e seis meses submerso, criando uma paisagem realmente encantadora e mágica.
Somente durante o inverno, quando as águas estão cobrindo as praias, é possível fazer um passeio de canoa pela floresta. Chegando pelo Lago Verde e entrando por um “tunnel” de arbustos, logo você vai se encontrar em um mundo de espelhos.
A água tão calma e escura reflete a paisagem das árvores e plantas criando a ilusão de um mundo de imagens invertidas. Quem quiser pode banhar no igarape.
É possível observar animais como macacos e pássaros durante o percurso que demora cerca de uma hora.
Logo na frente da floresta tem o Restaurante Caranazal, que oferece pratos típicos e deliciosos da região onde é possível dar um mergulho nas águas geladinhas também.

 


Santarém – Citytour

A cidade de Santarém é a terceira mais populosa do estado do Pará e ganhou seu nome em homenagem à cidade de Santarém em Portugal.
Ela foi fundada em 1661 e é uma das cidades mais antigas da região da Amazônia.
Poeticamente chamada de “Pérola do Tapajós” há uma série de pontos turísticos que podem ser visitados. O encontro das águas do Rio Amazonas e Tapajós por exemplo, fica na frente da cidade e pode ser visto através de um mirante na orla.
Os mercados “Mercadão 2000” com o “Mercado dos Peixes” são os maiores mercados públicos da região e uma oportunidade maravilhosa para conhecer frutas, peixes e temperos regionais, além da famosa “Farmácia da Amazônia” onde são vendidos produtos como óleos e remédios naturais caseiros, baseados na sabedoria do povo local.
Uma visita na galeria “Cristo Rei”, uma pequena feira de artesanato, é imperdível para conhecer e comprar artesanatos regionais de várias comunidades do Tapajós, Amazonas e Arapiuns.
Santarém tem um pequeno Museu com uma exposição sobre a história da cidade e para se fortalecer após o passeio, existem alguns restaurantes onde é possível provar a rica gastronomia paraense.

 


Serra Piroca – Um panorama de 360 ​​graus da floresta amazônica

Marcante na paisagem da vila balneária de Alter do Chão, a “Serra Piroca” completa o cenário paradisíaco da Ilha do Amor. Uma trilha que percorre 2 km, chega ao alto dos 110 metros com um visual de 360°, um dos mirantes mais impressionantes da região. Uma atração imperdível para quem gosta de caminhadas.
Esse passeio demora menos de 3 horas e pode ser feito sem guia.


Loja Araribá – Cultura Indídena

Araribá Cultura Indígena representa o maior acervo de peças indígenas autênticas do Norte do Brasil. Com 22 anos de existência, a loja reúne peças de mais de oitentas povos e é considerada a loja mais completa do ramo na região amazônica, segundo o guia internacional Lonely Planet.
Desde 1999, o Araribá vem trabalhando com a proposta de incentivar a produção artesanal indígena, acreditando ser esta a principal fonte geradora de desenvolvimento e sustentabilidade de muitas nações brasileiras.
Araribá é referência para entidades de estudos, grupos de pesquisa, escolas, colecionadores, antropólogos e turistas do mundo todo interessados em aprender sobre os povos através da cultura material indígena.
O rico acervo exibe uma diversificada coleção de objetos pessoais e utensílios do cotidiano como bordunas, zarabatanas, arco e flecha; bem como como peças de ornamentação: colares, braçadeiras, pentes, bolsas, tangas, redes e máscaras. Além de roupas de rituais, instrumentos musicais, Cds e livros.
De acordo com a legislação, e também por princípio éticos, Araribá não comercializa materiais de origem animal.

Araribá Cultura Indígena
R. Dom Macedo Costa, S/N – Alter do Chão – Centro
https://www.araribah.com.br
@arariba_indigena
(93) 991 212460

 


Muriki Cicloturismo

A Muriki Cicloturismo nasceu da paixão de um paulista, publicitário, pelo ciclismo e pela natureza.

Logo que se mudou para Santarém com sua família descobriu o paraíso que é essa região da Amazônia e todas as belezas que pode oferecer para os apaixonados pelo ciclismo estilo MTB cross-country. A partir daí começou a conhecer as comunidades, os costumes, as pai-sagens, igarapés e belezas da região para montar as rotas e proporcionar uma experiência natural e cultural única aosamantes do Cicloturismo.

A Muriki é a sua melhor opção para conhecer a cultura e as belezas naturais desse pedaço famoso da Amazônia de bicicleta. Oferecendo passeios de mountain bike estilo cross-country, para que você tenha uma experiência sensorial única com as paisagens, sons, texturas e sabores amazônicos.

www.murikicicloturismo.com.br
@muriki_cicloturismo
(16) 991 43 64 48


Pindobal – Praia de rio que parece o mar

A praia de Pindobal está entre as prediletas para quem busca um lindo cenário entre as praias na região de Alter do Chão, mas não abrem mão dos quiosques e restaurantes para passar o dia. Com diversas cabanas de palha à beira do Rio Tapajós, é um cenário ideal para relaxar e apreciar um maravilhoso pôr do sol.

A 8km de distância de Alter do Chão, a praia é acessível tanto por estrada de terra quanto pelo Rio Tapajós.

Aviso Inverno: Normalmente, há sempre alguma uma faixa de praia em Pindobal, mesmo no Inverno. No entanto, isso pode variar dependendo das condições climáticas no respectivo momento.


Você escolheu a estação: Verão

Floresta Nacional do Tapajós (FLONA) – Uma experiência na mata

A FLONA é uma das unidades de conservação ambiental mais visitadas da Amazônia e recebe muitos turistas, pesquisadores e estudantes.

Na FLONA existem 31 comunidades, onde vivem um total de nove mil habitantes. Entre as atividades desenvolvidas, estão o manejo e a produção de óleos vegetais, móveis artesanais e sistemas agroflorestais. Também se destacam a extração do látex e, claro, o ecoturismo.

A maior atração para os turistas é uma caminhada no meio da floresta primária com o destino principal de uma grande Samaúma, uma árvore gigante de mais de 300 anos de idade. E, em seguida, banhar em um lindo igarapé, uma nascente do rio.

Ao longo do caminho, você poderá conhecer várias plantas medicinais, além de entrar em contato com saberes ancestrais indígenas. Não há nada mais interessante do que ouvir as histórias dos guias locais!


O Canal do Jari e o jardim das Vitória-Régias

O Canal do Jari é um braço estreito do Rio Amazonas.
Um lugar com uma biodiversidade incrível onde você pode chegar somente por embarcação! Ao longo do caminho, na beira do rio e durante uma curta trilha na mata é possível observar diversos animais como bichos preguiça, pássaros lindos, iguanas até jacarés e botos! Por uma pequena contribuição você pode visitar a casa da Dona Dulce, uma casa de palafita, e seu jardim de Vitória Régia.
Na casa da Dona Dulce você tem a oportunidade de degustar vários pratos especiais que ela elaborou com muita dedicação ao longo dos anos. Biscoitos, antepasto, geleia até brownies e outras comidinhas feitas a base de Vitória Régia!
O passeio demora o dia interio e é imperdível para viajantes observadores e apaixonados por natureza e a cultura local.


Santarém – Citytour

A cidade de Santarém é a terceira mais populosa do estado do Pará e ganhou seu nome em homenagem à cidade de Santarém em Portugal.
Ela foi fundada em 1661 e é uma das cidades mais antigas da região da Amazônia.
Poeticamente chamada de “Pérola do Tapajós” há uma série de pontos turísticos que podem ser visitados. O encontro das águas do Rio Amazonas e Tapajós por exemplo, fica na frente da cidade e pode ser visto através de um mirante na orla.
Os mercados “Mercadão 2000” com o “Mercado dos Peixes” são os maiores mercados públicos da região e uma oportunidade maravilhosa para conhecer frutas, peixes e temperos regionais, além da famosa “Farmácia da Amazônia” onde são vendidos produtos como óleos e remédios naturais caseiros, baseados na sabedoria do povo local.
Uma visita na galeria “Cristo Rei”, uma pequena feira de artesanato, é imperdível para conhecer e comprar artesanatos regionais de várias comunidades do Tapajós, Amazonas e Arapiuns.
Santarém tem um pequeno Museu com uma exposição sobre a história da cidade e para se fortalecer após o passeio, existem alguns restaurantes onde é possível provar a rica gastronomia paraense.

 


Santa Luzia – Produção do nosso açaí

Se você não é do norte do Brasil, agora é a hora de esquecer o que você costumava conhecer como açaí! Aqui conosco, você conhecerá o verdadeiro açaí! Servido sem açúcar ou outros aditivos, como é habitual para nós!
Na comunidade Santa Luzia, você terá a oportunidade de acompanhar o processo de fabricação do nosso açaí. Desde a colheita das frutas das palmeiras até a polpa finalizada, você acompanhará passo a passo como é feita essa especialidade, que está se tornando cada vez mais famosa em todo o mundo. Uma delícia!


Serra Piroca – Um panorama de 360 ​​graus da floresta amazônica

Marcante na paisagem da vila balneária de Alter do Chão, a “Serra Piroca” completa o cenário paradisíaco da Ilha do Amor. Uma trilha que percorre 2 km, chega ao alto dos 110 metros com um visual de 360°, um dos mirantes mais impressionantes da região. Uma atração imperdível para quem gosta de caminhadas.
Esse passeio demora menos de 3 horas e pode ser feito sem guia.


Rio Arapiuns e suas comunidades ribeirinhas

O Rio Arapiuns é um afluente do Rio Tapajós e famoso por suas águas cristalinas e praias
brancas de areia fina.
Durante a estação seca, ficam expostas pontas de areia de centenas de metros que
convidam você a banhar nas águas mornas do rio. Além das belas praias, algumas
comunidades ribeirinhas podem ser visitadas. A comunidade Coroca, por exemplo, encanta
com sua criação de quelônios. As “tartarugas da Amazônia”, (uma espécie de tartaruga
grande de água doce) podem ser visitadas em uma balsa, de onde os visitantes também
podem assisti-las se alimentando.
Um dos principais produtos artesanais das comunidades é o conhecido “Trançado do
Arapiuns”, reconhecido no Brasil e no exterior pela qualidade das peças que são produzidas
a partir das palhas do tucumãzeiro. São feitos vários produtos, como: cestas, porta-joias,
balaios, porta-copos, bandejas, vasos, dentre outras.
Uma visita é imperdível!


Loja Araribá – Cultura Indídena

Araribá Cultura Indígena representa o maior acervo de peças indígenas autênticas do Norte do Brasil. Com 22 anos de existência, a loja reúne peças de mais de oitentas povos e é considerada a loja mais completa do ramo na região amazônica, segundo o guia internacional Lonely Planet.
Desde 1999, o Araribá vem trabalhando com a proposta de incentivar a produção artesanal indígena, acreditando ser esta a principal fonte geradora de desenvolvimento e sustentabilidade de muitas nações brasileiras.
Araribá é referência para entidades de estudos, grupos de pesquisa, escolas, colecionadores, antropólogos e turistas do mundo todo interessados em aprender sobre os povos através da cultura material indígena.
O rico acervo exibe uma diversificada coleção de objetos pessoais e utensílios do cotidiano como bordunas, zarabatanas, arco e flecha; bem como como peças de ornamentação: colares, braçadeiras, pentes, bolsas, tangas, redes e máscaras. Além de roupas de rituais, instrumentos musicais, Cds e livros.
De acordo com a legislação, e também por princípio éticos, Araribá não comercializa materiais de origem animal.

Araribá Cultura Indígena
R. Dom Macedo Costa, S/N – Alter do Chão – Centro
https://www.araribah.com.br
@arariba_indigena
(93) 991 212460

 


Muriki Cicloturismo

A Muriki Cicloturismo nasceu da paixão de um paulista, publicitário, pelo ciclismo e pela natureza.

Logo que se mudou para Santarém com sua família descobriu o paraíso que é essa região da Amazônia e todas as belezas que pode oferecer para os apaixonados pelo ciclismo estilo MTB cross-country. A partir daí começou a conhecer as comunidades, os costumes, as pai-sagens, igarapés e belezas da região para montar as rotas e proporcionar uma experiência natural e cultural única aosamantes do Cicloturismo.

A Muriki é a sua melhor opção para conhecer a cultura e as belezas naturais desse pedaço famoso da Amazônia de bicicleta. Oferecendo passeios de mountain bike estilo cross-country, para que você tenha uma experiência sensorial única com as paisagens, sons, texturas e sabores amazônicos.

www.murikicicloturismo.com.br
@muriki_cicloturismo
(16) 991 43 64 48


Solimões – Na trilha da civilização Tapajoara

Um passeio de embarcação no outro lado do Rio Tapajós que leva você às lindas praias de areias brancas e finas e a conhecer a comunidade de Solimões, onde tem a possibilidade de fazer uma pequena trilha em meio a floresta e aprender sobre árvores e plantas medicinais muito usadas pelos moradores da comunidade. Conhecerá também a arte de trança da palha. Ainda tem a oportunidade de visitar um museu de cerâmicas antigas dos povos originais do Rio Tapajós.

Uma linda dança tradicional é apresentada pelos jovens, que desde muito cedo aprendem as tradições da comunidade. Após o almoço, passeio de canoa pelos lagos próximos.

A atração ainda pouco conhecida pelos turistas, é para o dia inteiro e por isso torna-se um passeio, com belezas naturais ainda pouco exploradas, ideal para quem deseja um lugar mais tranquilo.


Pindobal – Praia de rio que parece o mar

A praia de Pindobal está entre as prediletas para quem busca um lindo cenário entre as praias na região de Alter do Chão, mas não abrem mão dos quiosques e restaurantes para passar o dia. Com diversas cabanas de palha à beira do Rio Tapajós, é um cenário ideal para relaxar e apreciar um maravilhoso pôr do sol.

A 8km de distância de Alter do Chão, a praia é acessível tanto por estrada de terra quanto pelo Rio Tapajós.

Aviso Inverno: Normalmente, há sempre alguma uma faixa de praia em Pindobal, mesmo no Inverno. No entanto, isso pode variar dependendo das condições climáticas no respectivo momento.


Ponta de Pedras – Uma praia de destaque / Culinária local

Distante a 27 km de Alter do Chão, a praia Ponta de Pedras é uma exceção entre as praias nos arredores da Vila. Além de areia branca e fina, ela é bem marcada por formações rochosas. O visual é encantador e por isso se difere das demais.

Acessível tanto por estrada (com os 12 km finais em pista de terra) quanto pelo Rio Tapajós (em trajeto de 30 minutos a partir de Alter do Chão), esta praia é um belo cenário para se curtir durante todo o dia. Com um ótimo serviço de restaurantes é um excelente destino para os que preferem uma praia com infraestrutura.



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/villaarumacom/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/villaarumacom/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 110